Buscar
  • VINICIUS VITAL

Rio de Janeiro libera uso de máscaras em academias de ginástica - SUPER TOP FM 89.3

Decreto prevê que os espaços devem poder garantir que todos os ocupantes estejam completamente vacinados

Academias que puderem comprovar vacinação de frequentadores estão liberadas da obrigatoriedade de máscaras Banco de imagens/Agência O Dia

O DIA

Rio - A Prefeitura do Rio liberou o uso de máscaras em academias de ginástica, piscinas, centros de treinamento físico e pistas de patinação. O decreto foi publicado no Diário Oficial na manhã desta quarta-feira e a decisão já está em vigor. O texto registra que os espaços devem poder garantir que todos os ocupantes estejam completamente vacinados.

Os frequentadores de 15 até 59 anos devem apresentar a comprovação de vacinação contra a covid-19 com 2ª dose ou dose única e pessoas acima de 60 anos devem comprovar a aplicação da dose de reforço.

A decisão flexibiliza decreto publicado na última sexta-feira (12) que mantém a obrigatoriedade do uso de máscaras em ambientes fechados. Atualmente, as máscaras são opcionais em ambientes abertos e sem aglomeração.

O Comitê Científico da prefeitura havia estabelecido que quando a vacinação alcançasse 75% da população não haveria a obrigatoriedade do uso da proteção em ambientes fechados, mas o prefeito Eduardo Paes não aderiu à recomendação. O prefeito, na ocasião, afirmou que manteria a medida como para evitar passar a mensagem de que a pandemia teria acabado.

Especialistas consideram medida precipitada

Especialistas ouvidos pelo DIA consideram a liberação do uso da máscaras nas academias precipitada. Para o ex-diretor da Escola Nacional de Saúde Pública da Fiocruz, Hermano Castro, seria mais cauteloso manter a obrigatoriedade da proteção até que o município atinja 80% da população vacinada. "Estamos indo bem, mas uma precipitação pode colocar tudo a perder e perder significa pessoas morrendo", afirmou.

Pesquisadora em Saúde e membro do Comitê de Combate ao Coronavírus da UFRJ, Chrystina Barrros classificou a decisão como temerária e desnecessária. "Precisamos lembrar que academias não têm a franca renovação de ar natural. São espaços fechados com ar-condicionado, onde as pessoas, pela própria atividade física, têm a frequência respiratória aumentada", ressaltou.

A especialista lembrou que já está autorizada a capacidade total dos estabelecimentos e que as academias são lugares em que as pessoas conversam e interagem. "É uma medida que pode expor algumas pessoas a riscos de transmissão da doença. Estamos falando de vida", completou.

O epidemiologista Danilo Klein também considerou que o mais prudente seria manter a proteção em ambientes fechados. "A gente já está com uma taxa de vacinação completa bem alta. O problema é que esse coronavírus se demonstrou bastante eficiente na transmissão e nos surpreende a cada momento. Neste momento, de nova onda de casos na Europa, por exemplo, acho mais prudente que a gente mantenha o uso de máscaras em lugares fechados", avaliou o médico.

1 visualização0 comentário