Buscar
  • VINICIUS VITAL

Ministério da Saúde e Pfizer assinam contrato para compra de mais 100 milhões de vacinas

SUPER TOP FM 89.9

POR O DIA

Vacinas Pfizer AFP

O Ministério da Saúde anunciou nesta sexta-feira, dia 14, que fechou o contrato para a aquisição de mais 100 milhões de doses da vacina da farmacêutica Pfizer em parceria com a empresa BioNTech. Este novo lote se soma aos 100 milhões de doses que já haviam sido adquiridos pela pasta anteriormente.

Com isso, pelo contrato, as empresas responsáveis pelo imunizante deverão disponibilizar 200 milhões de doses até o fim deste ano. As 100 milhões de doses do contrato anunciado hoje deverão ser entregues entre setembro e novembro deste ano. Já o primeiro lote de 100 milhões de doses já começou a ser entregue no mês de abril, em uma remessa de 1 milhão de doses. Conforme o cronograma, está prevista a entrega de outros 2,5 milhões em maio e 12 milhões em junho. Para o mês de maio, segundo o painel de vacinação contra a covid-19, estão previstos ainda 20,5 milhões de doses da Oxford/AstraZeneca produzida pela Fiocruz, 3,9 milhões da Oxford/AstraZeneca obtida pelo consórcio Covax Facility, cinco milhões da Coronavac e mais 842 mil da Pfizer pelo Covax Facility, totalizando 32,9 milhões de doses.

“O Ministério da Saúde tem feito um esforço para obter mais doses e assim imunizar a população brasileira. O objetivo do Ministério é, até o final do ano, ter esse público todo vacinado. Hoje assinamos o contrato com a Pfizer de mais 100 milhões de doses de vacina. Com esse esforço, temos a confiança que vamos conseguir atingir essa meta”, disse Queiroga, que acompanha hoje a vacinação de atletas olímpicos no Rio de Janeiro.

Em nota, a Pfizer afirmou que os detalhes do acordo não foram revelados. "Estamos muito felizes em celebrar este acordo adicional com o governo brasileiro e assim ampliar nosso apoio à imunização de milhões de brasileiros”, disse Marta Díez, Presidente da Pfizer Brasil.


“Com esse contrato adicional, forneceremos um total de 200 milhões de doses ao governo brasileiro em 2021, que beneficiará 100 milhões de brasileiros”, complementa.

A pasta já iniciou a distribuição das vacinas da Pfizer para todos os estados e Distrito Federal, provenientes da primeira negociação entre a pasta e o laboratório – o primeiro lote com 1 milhão de doses chegou ao País em abril. O cronograma prevê 2,5 milhões de doses em maio e outros 12 milhões em junho. O restante será entregue de forma escalonada até setembro. A previsão é de que, a partir de setembro, as 100 milhões de doses adicionais comecem a chegar ao país, finalizando a entrega até o fim do ano.

3 visualizações0 comentário