Buscar
  • VINICIUS VITAL

Desembargador derruba liminar e permite que Gabriel Monteiro fiscalize hospitais - SUPER TOP FM 89.3

Vereador só poderá entrar nos locais desarmado e com apenas um assessor

Vereador Gabriel Monteiro Reginaldo Pimenta

Rio - O desembargador federal Marcelo Pereira da Silva suspendeu, nesta sexta-feira (29), parte da liminar que proíbia o vereador Gabriel Monteiro (PL) de fiscalizar hospitias e unidades de saúde do município com necessidade de marcar visita prévia. Marcelo, no entanto, manteve a decisão de que o ex-PM só poderá visitar os locais desarmado e com apenas um assessor.

Além disso, Monteiro continua proibido de divulgar vídeos que fizer dentro das unidades de saúde sem a autorização de terceiros.

Continua após a publicidade



"Que o Réu se abstenha de divulgar qualquer vídeo confeccionado nas unidades de saúde que contemple, sem a respectiva autorização, a imagem e voz de terceiros nas suas redes sociais ou qualquer outro meio que torne público o conteúdo", dizia um trecho do documento.

Na última terça-feira (26) Gabriel afirmou à Prefeitura do Ria que iria fiscalizar hospitais e Unidades de Pronto-Atendimento (UPAs) da capital fluminense. De acordo com a pasta, o documento só chegou somente na quarta-feira (27).

Ainda segundo a SMS, apesar da afirmação do vereador não houve registro de que ele tenha comparecido a alguma das unidades municipais relacionadas no documento". Em seu perfil oficial no Twitter, Monteiro afirmou que está sendo condenado por querer "melhorias imediatas".

Continua após a publicidade



No último dia 11, o juiz federal Marcelo Barbi Gonçalvez, da 6ª Vara do Tribunal Regional Federal, proibiu que Gabriel entrasse armado em unidades de saúde para fiscalização. O parlamentar é conhecido na internet por fazer "batidas" em unidades de saúde acompanhados de seus seguranças e filmar tudo para seu canal no Youtube.

Dois dias depois após a decisão de Barbi, Gabriel realizou uma fiscalização na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Rocha Miranda, na Zona Norte, acompanhado de quatro pessoas. De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, Gabriel Monteiro esteve na unidade de saúde por volta das 18h. A pasta ressaltou que a Polícia Militar precisou ser acionada por conta do comportamento agressivo do vereador com os profissionais que estavam de plantão na unidade.


fonte O DIA

2 visualizações0 comentário