Buscar
  • VINICIUS VITAL

Após ausência sem justificativa, presidente da Em Cima da Hora é intimado - SUPER TOP 89.3

Flávio Azevedo informou que levaria à 6ª DP o motorista do carro alegórico e apresentaria o estatuto social da escola de samba, o que não aconteceu

Raquel Antunes, de 11 anos, foi imprensada por carro alegórico da escola de samba Em Cima da Hora Reprodução

Rio - O presidente da escola de samba Em Cima da Hora, Flávio Azevedo, foi intimado a comparecer na 6ª DP (Cidade Nova) nesta segunda-feira (2). A distrital investiga a morte da menina Raquel Antunes da Silva, de 11 anos, imprensada por um carro alegórico da escola, durante a dispersão dos desfiles da Série Ouro. Na quinta-feira (28), Azevedo informou que levaria à 6ª DP o motorista do carro alegórico e apresentaria o estatuto social da agremiação, o que não aconteceu. A ausência não foi justificada pela Em Cima da Hora. Outra representante da escola também foi intimada a comparecer na delegacia. Continua após a publicidade

Para a próxima segunda-feira, também está previsto o depoimento de Wallace Palhares, presidente da Liga-RJ, entidade responsável pela organização dos desfiles da Série Ouro. Para a mesma data, estão sendo esperados para prestar depoimentos dois representantes da Liga das Escolas de Samba do Rio de Janeiro (Lierj). O laudo de necropsia do corpo da menina já está concluído. A causa da morte apontada é hemorragia pleural. Nesta última segunda-feira (25), o presidente administrativo da Escola de Samba Em Cima da Hora, Heitor Fernandes, disse em depoimento que contratou um reboque 'de boca' no fim do desfile porque o carro alegórico era "pesado". Ele também afirmou que as alegorias do carro estavam avaliadas em R$ 6 mil e não teve integrante algum da escola para acompanhar como guia no percurso da dispersão.


fonte O DIA


#EMCIMADAHORA

#INTIMAÇÃO

#PRESIDENTEDAESCOLA

#RAQUELANTUNES


2 visualizações0 comentário